quinta-feira, janeiro 15, 2015

Eu Li: Eve & Adam - Michael Grant e Katherine Applegate



Título:
Eve & Adam
Autores: 
Michael Grant
Katherine Applegate
Editora:
Novo Conceito
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Filha única da poderosa e fria geneticista Terra Spiker, Eve fica entre a vida e a morte depois de sofrer um acidente de carro. O processo de cura no misterioso laboratório Spiker transcorre com uma rapidez impressionante, o que desperta a curiosidade da menina.
Antes que Eve estreite os laços com Solo, um rapaz que compartilha segredos com a corporação, a Dra. Spiker lhe propõe um desafio: Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular gens humanos. Ela poderá criar um namorado sob medida!
Mas brincar de Deus tem consequências, e agora Eve vai descobrir até que ponto existe perfeição.

Eve e Adam, que nos lembram claramente de Adão e Eva, são os personagens de um livro que nos mostra que a perfeição pode nem sempre ser uma coisa boa, e que a busca por ela pode trazer mais malefícios que benefícios (estamos vendo isso na TV o tempo todo). 

Eve é a filha de uma geneticista famosa e rígida, Terra Spiker, que possui uma clinica pioneira em diversos estudos (sendo que nem todos eles são divulgáveis, por motivos óbvios). Depois de um acidente que a machucou seriamente, Eve é transferida para ser cuidada na clinica de sua mãe, mas sua recuperação é muito rápida e desperta sua curiosidade e também a de Solo, uma rapaz que vive e trabalha na empresa de sua mãe, e conhece muitos segredos.

Eles dão inicio a uma amizade desconfiada, pois Eve quer descobrir o porquê de sua recuperação rápida e quais os segredos que o misterioso Solo esconde sobre ela, sua mãe e os experimentos realizados. Enquanto isso a Drª Spiker desafia Eve a construir o homem perfeito através de um software que permite escolher cor dos olhos, pele, formato do rosto, altura, etc. Mal Eve sabe que esse software não é tão inofensivo assim e que ela está se metendo em uma grande confusão. 

Acho que o aspecto sinistro da história foi a principal contribuição do Michael Grant. Estou acostumada com os livros dele que são devastadores, macabros até, e esperava muito disso no livro quando vi que ele era o coautor, e não encontrei muito do que sou acostumada a ler quando se trata dele. Não foi algo totalmente ruim, pois conheci outro lado da escrita dele, mas ainda sim deixou uma sensação de perda e foi quase um baque rsrs. Quem não conhece os outros livros do autor não vai sentir nada disso, garanto. 

Deu para perceber bem a contribuição de cada um dos autores. Katherine contribuiu com o romance, os personagens, a ambientação, e Michael incluiu a manipulação genética de humanos e animais, as vacas verdes, bichos horrendos e meninas indestrutíveis, e juntos construíram uma história infanto-juvenil que levanta questionamentos como até onde a ciência pode ir, o que é certo ou errado na busca pela perfeição e cura de doenças, o que é ético e o que não é na busca por um objetivo. 

É um livro curto, pouco mais de 260 páginas, com uma trama bem fácil de acompanhar. Gostei muito da habilidade deles em criar uma história que discute questões sérias de uma maneira adequada ao publico alvo jovem, com sua dose de diversão, ação e romance, além de deixar uma curiosidade crescente sobre ciência e o que há de avanços nela, ficando aquele pensamento se há ou não algo parecido acontecendo em algum lugar do mundo e o que significaria para a humanidade. 

Gosto muito desse aspecto da literatura, de divertir educando, conscientizando. E gostei bastante do livro, justamente porque diverte e questiona ao mesmo tempo. É ótima a ideia, pois alguns autores acham que os jovens não são capazes de seguir esse tipo de raciocínio e perdem um publico muito disposto a refletir sobre a vida, o universo e tudo mais (ops!). Agora só me resta aguardar o próximo livro :)

3,5

5 comentários:

  1. Fiquei bem decepcionada com o livro. Estava tão na expectativa. Mas tudo o que vi foi classificações baixas e o famoso clichê. A sinopse pareceu bem enganadora. Mas como mexe com genéticas e essa coisa de fazer outro ser. Fiquei super interessada. Talvez nem tanto quanto estava. Mas ainda quero poder ler. Nunca li nada de Michael. Mas a narrativa parece criativa. Quase nunca vejo a temática do tipo.
    Abraços Bianne,
    ThayQ.
    http://leituras-insanas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Bianne,
    É uma pena que você esperava ver os traços marcantes do autor =(
    Pelo que você escreveu eu não iria gostar dos livros com a característica literária do Michael, mas como esse livro de coautoria não tem tantos traços assim, eu fiquei louca para lê-lo, principalmente por tratar de um assunto delicado, afinal, a proposta do livro de divertir e conscientizar é muito bacana.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  3. Estou lendo esse livro no momento, bom concordo em parte com tudo que disse. Eu só não sei que fim vai levar. Mas essa é a graça, né? Sou apaixonada pelos livros do Michael Grant, e concordo super no que ele contribuiu. O trabalho da Katherine também ficou bem legal. :D

    beijos,

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  4. Essas parcerias para escrever uma história sempre são perigosas, principalmente quando os autores tem estilos completamente diferentes. Acho que, mesmo acontecendo essa "ausência" do estilo do Michael Grant nessa trama, ela não ficou ruim. Pelo contrário, a mistura dos dois deu uma bela liga. E também concordo em relação ao divertir educando e conscientizando.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  5. O livro parece diferente e interessante.
    Acho que quando tem um livro que é escrito por mais de um autor, tem sempre aquele problema de ter uma boa dinâmica né? Mas espero que eu goste da história.

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo