segunda-feira, dezembro 15, 2014

Eu Li: Twittando o amor - Teresa Medeiros


Título:
Twittando o amor
Autora:
Teresa Madeiros
Editora:
Novo Conceito
Onde comprar:
FNAC | Submarino | Saraiva

O Twitter é uma festa que nunca termina onde todo mundo fala ao mesmo tempo e ninguém diz nada...
Abigail Donovan é uma escritora de sucesso. Ela quase ganhou o prêmio Pulitzer e até foi elogiada no programa da Oprah. Então, por que ela passa os dias e noites escondida no chiquérrimo condomínio onde mora, na companhia de seus dois gatos, sem conseguir escrever?
Quando o seu editor a obriga a entrar no mundo das redes sociais para expandir seus horizontes, Abby imagina que vai ser obrigada a conversar com adolescentes que teclam escondido do porão de casa. Mas ela acaba conhecendo Mark Baynard, um professor britânico sexy, bem-humorado e inteligente que está viajando pelo mundo em busca de aventura. Abby tenta resistir ao seu charme, enquanto Mark começa a quebrar a resistência dela aos pouquinhos... Inclusive a resistência a se comunicar por meio de mensagens curtas.
Agora que Abby voltou a escrever e a viver , ela descobre que Mark guarda um segredo que poderá mudar para sempre a vida dos dois.
Oi gente, voltei! Como andam as leituras? Já fizeram a listinha básica dos livros que vocês compraram e ainda não leram em 2014? Já passou de 10 livros? Palma, palma, palma não criemos pânico! Se você for ponderar, no fim do ano passado aconteceu a mesma coisa, e provavelmente você sobreviveu ao ano seguinte e assim sucessivamente. Não fique chateado! Ok? Passemos a resenha de hoje para dar um Up nos ânimos! #LETSDOIT

O livro de hoje é tudo menos um romance, claro que o gênero dele esta dividido em: Romance, drama e humor. Mas, ele não é um romance romântico, se é que deu para entender. Não? Então passemos a explicação. TT.TT...por que se não fosse ela, não teria resenha..kkk

Bom o livro, para mim foi uma série de enganos, meu engano começou com o nome da autora, Teresa Medeiros, com esse nome, me fez acreditar que se tratava de uma autora nacional, e não de uma best-seller americana. Meu próximo engano foi julgar a Abby (personagem principal) logo nos dois primeiros capítulos. E o último, foi esperar um final de cinema!

Quando comecei a ler esse livro, estava encantada com a possibilidade de ler um livro contado em sua maioria através de mensagens rápidas com menos de 140 caracteres, como mensagens de Twitter. Mas logo no início comecei a desanimar, quando vi a personagem principal, Abby, se comportar como a Brigdet Jones, com direito a calcinha modeladora e tudo (só faltou um chefe daqueles...kkk) e até o personagem masculino principal se chama Mark (que não é o Darcy).

Começou a tecer um pano deprimente na história, quando me vi de fronte a uma personagem/escritora (sim, a Abby é escritora) decadente que se segura ao seu primeiro (e único) livro como se fosse o último bote salva vidas de um barco preste a vir a pique. Se submetendo a uma vida muito mesquinha e se escondendo do futuro. Até o dia D.

O dia D foi o dia que sua empresária (como pode uma pessoa que só escreveu um livro há muito tempo atrás ter, ainda, uma empresária?) lhe mandou um e-mail com instruções específicas de como acessar a conta do Twitter que a mesma criou para a Abby, com fins de expandir o acesso dos fãs (sim ela ainda tinha fãs) a autora.

Outra pergunta que me fiz ao ler o livro, foi: como ela conseguia centenas de seguidores, quando ela praticamente não escrevia nada que não fosse direto para o Mark, com exceção dos que ela ACIDENTALMENTE colocou para todos verem, como a vez que ela disse que estava vestida como uma freira de meia calça arrastão.

Por que estou descrevendo assim o livro dela (Abby)? Por que a meu ver, ela escreveu um livro com pouco potencial, e ela se valeu do que estava acontecendo a uma pessoa próxima a ela, e não teve a criatividade genuína de escrever um livro completamente autentico. E passou a se sentir o último biscoito do pacote quando foi convidada a ir no programa da Oprah para falar sobre ele, e ele ganhou o selo ´´Oprah`` de qualidade instantânea. Ufa...falei mesmo. De cara eu não gostei da Abby.

Mas o livro todo não foi assim. Quando ela começou a usar essa rede social, que particularmente eu adoro, ela começou a se tornar uma personagem muuuuuiiitooo mais ´´legal``.

Descobri que a Abby é quase um personagem bipolar. Porque quando ela tá fora da rede, ela é meio apática, e quando ela tá na rede, ela tem uma língua/dedos afiadíssimosssssssssss. Nesses momentos afiados me lembrei muito da miss fofinha (vulgo: Fernanda Karen) que sempre tem uns comentários hilários e afiados sobre coisas da vida, no Twitter e fora dele também #ADORO.

E nessa brincadeirinha o primeiro tuíte direcionado que a Abby recebeu foi:
MarkBaynard: Você é virgem?
E agora? Pensem no susto que a Abby tomou. Ela pensou logo que se tratava de um tarado  de meia idade na internet, e deu a devida resposta, e foi assim que ela conheceu o Mark, e a história REALMENTE começa a decolar.

Só que a história deles não é um romance (#SORRY) é um drama, e tudo o que eu digitar a seguir pode, ou não ser spoiler...kkk...só digamos que eles perceberam que o virtual pode se tornar real, e que a realidade não é tão bonita, e também não pode ser contada em 140 caracteres.

O livro também aborda sobre como podemos ser pessoas totalmente montadas nessas redes sociais. No caso da Abby e do Mark foi do bem e tal, mas e quantas pessoas na vida real que não tiveram a mesma sorte que o Mark e a Abby? Além de contar uma história a autora Teresa Medeiros, acaba por fazer também um alerta sobre pessoas nada bem-intencionadas na rede e como podemos ficar em alerta sobre isso.

Eu achei o livro diferente, só não decidi se para bom ou para não tão bom assim.

#fica a dica.


Um comentário:

  1. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse e essa resenha me deixou ainda mais curiosa pra conferi essa história que parece mesmo bem diferente.

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo