quarta-feira, agosto 21, 2013

Eu Li: Todo Dia - David Levithan


Título:
Todo Dia
Autor:
David Levithan
Editora:
Galera
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.



Todo Dia é um livro tão bom que fica até difícil falar sobre ele. Minhas expectativas eram altíssimas, mas não foi preciso avançar muito na leitura para saber que eu ia adorar o livro.  É complexo sabe? Agora eu sei por que o David Levithan tem tantos fãs absolutos espalhados por aí. Ele foi perfeito ao escrever essa história. Precisou colocar A em tantos corpos e histórias diferentes, o que é quase o mesmo que colocar a si mesmo na situação, e conseguiu transmitir muitas mensagens em cada vida de A.

Bom, A é o nosso protagonista, uma alma, um ser, que acorda todo dia em um corpo diferente, seja menino, menina, branco, negro, alto, baixo, gordo, magro, religioso ou não. Em uma de suas ‘encarnações’ ele conhece Rhiannon, uma garota inteligente e bonita, que está tão acostumada a não ter sua opinião ouvida pelo namorado, no qual A está vivendo, que está ficando invisível, se escondendo atrás de seus cabelos em um relacionamento que claramente não tem futuro. E A, que não se deixa envolver, acaba decidindo proporcionar a Rhiannon um dia feliz, com um namorado que a entende e que ouve o que ela tem a dizer. Ele sabe que não deveria ter feito isso, mas não o impede de fazer e se apaixonar por ela. 


"O passado não me ofusca, nem o futuro me motiva. Concentro-me no presente, pois é nele que estou destinado a viver." pág. 12


Mas e no dia seguinte, quando A já estiver em outro corpo e Justin, o namorado, voltar a ser quem sempre foi? Ele se sente ligado à Rhiannon de uma maneira que o leva a procurar por ele, qualquer que seja o corpo que estiver habitando, e a tentar conquistá-la todos os dias com um corpo diferente. 

É lindo o modo como o autor constrói toda a história de Rhiannon e A sem deixar de se importar com a história dos hospedeiros de A, e com isso acaba nos mostrando o que seria viver no corpo de um gay, de um garoto com 150kg, de uma empregada menor de idade e ilegal,  de gêmeos, de pobres, de depressivos. Com cada história refletimos um pouquinho em relação à religião, à família, aos laços duradouros que temos a oportunidade de construir todos os dias, aos amigos que podemos cultivar, ao apoio que nossa família sempre vai nos dar...


"Queria que o amor conquistasse tudo. Mas o amor não conquista tudo. Ele não pode fazer nada sozinho.
Ele depende de nós para conquistar em seu nome." pág. 242


O final foi agridoce para mim e será para muitos outros leitores, creio. Não há como ser perfeitamente feliz, dada toda a situação, e eu entendo. Mas não posso deixar de desejar que houvesse outras possibilidades, outras saídas. Enfim, me emocionei muito, me coloquei mais fortemente ainda no lugar dos personagens e pude sentir algo como a sensação de inevitabilidade, algo agudo e profundo. 

É um livro muito perfeito, muito bem escrito, com personagens tão reais que você fica se perguntando se não existe um A por aí, passando pelas mesmas coisas, pelos mesmos dilemas. Cada corpo que A habitou, cada estória que A viveu, mesmo que por um dia, deixa algo em você. Ainda não consigo colocar em palavras a grande moral da história, por assim dizer, só sei que, depois de tudo, é reconfortante saber que você não é como A e pode se apegar sem medos e manter relações duradouras com as pessoas. Piegas? Talvez, mas depois de ler o livro você vai entender.





15 comentários:

  1. Oiiiiiiiiii
    nossa, parece ser mt boa a história!
    Fiquei curiosa!!


    Bjoooooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oii, Bianne!
    Estou com esse livro em mãos, e as minhas expectativas com relação a ele é enorme também. Quero entender porque todos amam o Levithan.
    Sou muito fã de histórias e personagens bem construídos. Será a minha próxima leitura :)
    Beijos

    Elidiane Ferreira

    ResponderExcluir
  3. UAU!
    Quando eu olhei para a capa deste livro eu fiquei sem entender o porque de todas as pessoas "caindo" do céu, isso me deixou extremamente curiosa para ler a resenha.
    Eu sou católica, mas acredito em reencarnação, por isto o livro me chamou muito a atenção, além de claro, o romance impossível de A, quando você disse na resenha que o final do livro era agridoce e que não há como ser perfeitamente feliz isso me deixou pensando se A vai arranjar alguma maneira de ficar com Rhiannon no final ou este é mais um livro ao qual vou morrer de chorar por não ter um final que me deixe feliz. Eu amei muito a resenha que você fez, me deu muita vontade de ler, espero poder ter o livro em mão algum dia para isto.

    ResponderExcluir
  4. Amei os quotes, estou querendo esse livro faz um tempo já, mas fiquei meio incerta por que li um livro do David e não curti muito. Por causa da sua resenha com certeza vou comprá-lo :3

    Cecília.
    http://encanto-do-livro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Até agora não li nenhuma resenha que não fale MUITO bem desse livro. Desde o princípio ele já entrou pra minha lista de desejados, então depois de ler tantas resenhas extremamente positivas, minha vontade de ler só aumentou e muito. A história é bem diferente e bastante interessante. Ainda não li nada do autor, mas como ele tem muitos fãs, deve ser ótimo mesmo. Adorei a resenha! ;D

    ResponderExcluir
  6. Ual, essa história é simplesmente incrível! Só de ler a sua resenha eu já pude sentir um pouco do que a história quer transmitir para nós! Eu não sei nem comentar o que espero desse livro, mas sei que vou me emocionar e me surpreender! Espero ler o mais breve possível!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. NOSSA! QUE HISTÓRIA INTERESSANTE!
    O enredo me surpreendeu completamente e quero MUITO conhecê-lo mais a fundo.
    Gente, quero me emocionar também!

    Adorei a resenha, Bianne!

    ResponderExcluir
  8. Aiinn... chorando aki!
    Parece ser uma história muito lindaaa.
    Quero muito ler esse livro. ótima dica!!

    ResponderExcluir
  9. Capa linda ! Estória envolvente , tem tudo pra agradar e sua resenha ficou bem bacana! Emoção a vista penso eu!

    ResponderExcluir
  10. Eu adorei este livro!!! É original e muito bem escrito. Torci o livro todo para que o A encontrasse uma maneira... Lindo lindo lindo!!!

    ResponderExcluir
  11. Eu andei reclamando esses dias de não achar mais nenhum livro com história inovadora e diferente. Tudo pra mim anda meio clichê e AMEI sua resenha por me mostrar enfim, algo totalmente diferente do que estou acostumada a ler! Vou investir na leitura desse livro URGENTEMENTE!

    ResponderExcluir
  12. Achei incrível o enredo dessa história uma idéia bem original que me lembrou levemente A Hospedeira, mas que tem suas peculiaridade proprias ao que parece, qro mto ler!

    ResponderExcluir
  13. Muito louca essa história. E por isso mesmo muito instigante. Como uma pessoa tem personalidade vivendo cada dia num corpo diferente? Como ter lembranças, identidade?~Não tem como... só espero que o amor seja a força transformadora que consiga resolver esse problemão!

    ResponderExcluir
  14. Eu gostaria de viver uma história assim, não por muitos dias mas a fim de estudo seria otimo, estou encantada coma a resenha e quero muito conhecer A e tudo que ele viveu, preciso desse livro pra ontem, muito diferente .

    ResponderExcluir
  15. Curiosa pra ler esse livro e ver esse lado mais reflexivo. Confesso que mesmo sem ler espero esse tipo de final, mas tinha esperanças que A encontrasse o que tanto buscava, meu coração pede isso sabe? Quero conferir as historias dos corpos que ele possui por um dia, as diferenças e as semelhanças entre as pessoas. Espero ler muito em breve mesmo!
    Bj

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo