sexta-feira, agosto 18, 2017

Eu Li: A noiva do capitão - Tessa Dare

Título:
A noiva do capitão
Autora:
Tessa Dera
Editora:
Gutenberg
Série:
Castle Ever After #3
Ano:
2017

Adicione ao Skoob


Madeline possui muitas habilidades preciosas: é uma excelente desenhista, escreve cartas como ninguém e tem uma criatividade fora do comum. Mas se tem algo em que ela nunca consegue obter sucesso, por mais que tente, é em se sentir confortável quando está cercada por muitas pessoas… Chega a lhe faltar o ar! 
Um baile para ser apresentada à Sociedade é o sonho de muitas garotas em idade para casar, mas é o pesadelo de Maddie. E, para escapar dessa obrigação, a jovem cria um suposto noivo: um capitão escocês. Ela coloca todo o seu amor em cartas destinadas ao querido – e imaginário – Capitão Logan MacKenzie e convence toda a sua família de que estão profunda e verdadeiramente apaixonados. Maddie só não imaginava que o Capitão “MacFajuto” iria aparecer à sua porta, mais lindo do que ela descrevia em suas cartas apaixonadas e pronto para cobrar tudo o que ela lhe prometeu.
Oi gente! Vamos de romances de época? Mas não é qualquer romance de época... é só ´´O`` romance de época do ano que entrou na minha lista top #5, e tudo isso é só para você sentir o drama! Não estou fazendo jogo com ninguém, nem marketing... nunca vou esquecer a reação do #PaBookClub quando eu falei do livro em nosso encontro do mês passado. Todo mundo parou para ouvir, e acho que consegui convencer pelo menos umas 4 pessoas a lerem o livro. Espero ter o mesmo poder através da resenha dele também, então vamos lá?

A noiva do Capitão conta a história de uma jovem Lady que tem todas as características necessárias para conseguir um bom casamento na sociedade, e com um nobre com título, tá meu bem? Ela tem um bom dote, vem de uma família com títulos tradicionais, tem posses e é prendada, porém Madeline só tem um probleminha pequenininho... ela em fobia de lugares cheios de gente, então bailes, piqueniques e afins estão nos piores pesadelos de Madie. Só que é justamente nesses locais que as jovens Ladys conseguem os ditos bons casamentos... 

Aaaaa... tem outros dois detalhes que bem peculiares sobre a Madie... primeiro ela gosta muito de ler então ela é ótima em escrever e contar histórias, e em segundo lugar ela adora desenhar ilustrações para os livros e por causa disso ela esporadicamente consegue empregos para ilustrar livros, principalmente livros de botânica, biologia e enciclopédias. E por ter uma mente muito fértil, Madie consegue criar a desculpa perfeita para evitar as interações da sociedade em lugares cheios perante sua família. Ela inventa um noivo!

Mas você sabe o ditado, né? ´´Mentira tem perninhas curtas``... e logo Madie se vê obrigada a descrever com riquezas de detalhes quem é seu pretendente. E nisso ela acaba enamorada por um pretendente imaginário que é um capitão escocês, com direito a kilt e tudo, que está no campo de batalha e que tem ombros largos, e os olhos mais lindos do mundo, que além de um cavalheiro do scontos de fadas tem um cabelo único! E esse todo poderoso capitão se chama Logan MacKenze. 

Nem preciso dizer que a família de Madie entrou em êxtase, e obrigou ela a escrever cartas para Logan na frente deles para que postassem o mais breve possível. Só que as cartas iniciaram como um martírio começaram a tomar outras proporções, pois Madie começou a encontrar nas cartas uma forma de se expor, e contra como realmente se sentia sobre tudo e sobre todos, ela acabou se sentindo confortável e intima de seu noivo de mentirinha.

Só que ela não poderia manter a mentira por tanto tempo, durou por oito anos, e não tinha como ir além disso, então ela precisou matar seu noivo fictício e assim a família dela voltou a deixar ela em paz com seus trabalhos e fobias. E além disso o padrinho dela deu a ela um castelo na Escócia para que ela pudesse se sentir próxima de seu falecido pretendente.

E assim o tempo foi passando... e Madie se mudou para seu castelo para viver uma vida de solteirona. E tudo ia bem até o dia em que sua criada vai ao seu escritório, atrapalhando a investigação de Madie sobre a dança do acasalamento de duas lagostas, dizendo que há um homem diferente esperando Madie na sala de visitas do castelo. Madie vai toda descabelada pensando se tratar de algum novo trabalho, só que nada poderia preparar Madie para entrar na sala e encontrar sua tia muito empolgada admirando o porte físico de um escocês chamado Logan MacKenze, que voltou dos mortos para casar com Madie.

Simmmmmmmmmmmmmmmmmmmm...você leu direitinho! E o pior é que Madie não podia nem contestar a veracidade da informação que ele dava pois ele se chamava mesmo Logan MacKenze, era capitão, estava na frente de batalha, era igualzinho a descrição de Madie, sabe tudo sobre Madie e para piorar ainda mais a situação, ele tem as cartas de Madie ao seu fictício noivo.

Me tremi todinha quando descobri que ele era mesmo quem dizia ser... e ele estava mesmo lá para casar com ela. Além daqui eu não posso contar mais, só posso dizer que tudo o que você leu na resenha é super no início do livro...ainda tem muita coisa para falar para que é considerada spoiler. Mas só digo que a história é muitíssimo boa! 

Bom, o livro me empolga muto, e vou deixar vocês com minha passagem favorita do livro:

´´- Oh, sério Logan? Isso não é justo.
Ele ergueu os olhos de onde estava, reclinando na espreguiçadeira do quarto, o rosto parcialmente escondido atrás de um livro encadernado em couro verde. 
  - O que foi? - Ele perguntou.
  - Você está lendo Orgulho e Preconceito?
 - Eu encontrei na sua estante. - Ele deu de ombros.
 (...)
 - Já que estamos falando de livros... - Logan se levantou de seu lugar e jogou o livro de lado - Tenho uma pergunta para você. Se esse é o tipo de história que você prefere, por que inventou um oficial escocês com seu pretendente imaginário Você poderia ter criado alguém parecido com o Sr. Darcy.``

Espero que tenham gostado da resenha... e por favor... leiam esse livro e venham surtar comigo!

Até o próximo post... beijos.


quarta-feira, agosto 16, 2017

Agenda: Eventos literários de agosto e setembro em Belém

Olá, leitores pai d'égua! 
Tudo bem, como vai? 
Tenho ótimas notícias para os amantes de livros da região metropolitana de Belém! 
Não sei se os senhores já foram devidamente informados mas neste segundo semestre do ano estaremos cheios de eventos e visitas ilustres. 

Autoreeeees ♥

Este post será sobre a agenda de eventos/lançamentos de livros em agosto e setembro de 2017 aqui na cidade, com a presença de autores (pois haverá alguns eventos de lançamentos, como por exemplo, de "Senhor das Sombras", de Cassandra Clare, mas a bonita não virá, né gente. Quem sabe um dia.), portanto, ATENTA:


Dias 28 e 29 de agosto, os autores Alexandre Marques Rodrigues (SP) e Vanessa Trajano (PI) estarão no Pará para participar do circuito de autores do projeto Arte da Palavra, promovido pelo SESC
O circuito tem o objetivo de promover a formação de leitores com um intercambio direto com os autores e o projeto acontecerá em 12 estados do Brasil.
Aqui no Pará acontecerá em 2 municípios: Castanhal (dia 28) e em Belém (dia 29). 
O legal é que os autores vão participar de bate-papo em escolas dos dois municípios e, claro, também de um evento aberto ao público na sede do SESC. 
Falando especificamente de Belém, o encontro será no Centro Cultural SESC Boulevard, em frente a Estação das Docas, no dia 29 de agosto, às 19h. 
Eu fui convidada para mediar os eventos em Castanhal e Belém e estou feliz e ansiosa para este encontro. 

Pretendo escrever em breve um post específico sobre os livros dos dois autores então vou deixar o link das obras no skoob para quem tiver a curiosidade de conhecer. Já adianto que os livros são incríveis! 
Alexandre Marques Rodrigues foi o vencedor do prêmio SESC Literatura em 2014 na categoria Contos com o livro "Parafilias" e em 2016 lançou o livro "Entropia", ambos publicados pela Editora Record. 
Vanessa Teodoro Trajano é autora de "Mulheres incomuns", um livro com um copilado de contos onde todas as suas protagonistas são mulheres - inquietantes em suas singularidades. 
Tudo indica que será um encontro maravilhoso!
O SESC Boulevard promove vários ações culturais na cidade e recomendo fortemente que vocês acompanhem a programação em sua página no facebook



Dia 05 de setembro teremos o evento de lançamento do livro "Pesadelos Infaustos", do autor paraense Breno Torres, na livraria FOX da Dr. Moraes.
Recentemente participei do evento "Dossiê: Terror na Amazônia" onde Breno Torres foi um dos autores convidados e, gente, que ser humano maravilhoso! Nem parece que escreveu um livro que tem o potencial de nos fazer ter pesadelos rss. 
O livro é ideal para fãs de terror (vide capa e título) mas também é atrativo para nós, que queremos disseminar nossos autores paraenses, amém? 
Recebemos "Pesadelos Infaustos" recentemente e em breve terá resenha sobre a obra aqui no blog para vocês. O lançamento ainda irá acontecer mas o livro já está disponível para venda na FOX. Pegou a dica? 




Bom, gente, agora tem um grito engatado na minha garganta que só vai sair no dia 22 de setembro. Sim, terá lançamento de "Menina Veneno", da maravilhosa Carina Rissi, em Belém (AAAHHH)! 
Assisti um live da autora onde ela confirmou sua agenda de turnê e Belém está no circuito! Gente, GENTE! 
Tenho uma relação de muito amor com Carina Rissi há anos e a autora da série Perdida, e de outros vários livros lindos, voltará para nossa terrinha, mesmo com medo de voar. 
Para quem ainda não sabe, "Menina veneno" é o livro de Malvina; A personagem foi a protagonista de um conto d"O livro dos vilões", publicado pela Galera Record. A rainha do chick-lit nacional agora será vilã HA HA HA HA VEM, CARINA! ♥ 
O evento será na livraria Leitura, do Pátio Belém, ainda sem horário confirmado. Não se preocupem que eu estarei surtando pelas redes sociais e vocês saberão direitinho sobre os pormenores. 


E por último, mas não menos importante, dia 27 de setembro acontecerá o lançamento da nova obra de Salomão Larêdo, intitulada “As Icamiabas – lenda das Amazonas, Paiz das Pedras Verdes – romance de mulheres guerreiras sem marido e seus muiraquitãs”, em Belém, na Livraria da FOX. O romance será publicado pela Editora Empíreo e vai falar sobre uma sociedade governada por mulheres. Ainda não foi divulgada a capa da obra portanto aqui do ladinho está a capa de "Olho de Boto", último livro do autor lançado pela editora Empíreo também. (Quando a capa for divulgada, atualizarei neste post.)
Salomão Larêdo é autor paraense com mais de 50 livros publicados e um grande incentivador da leitura em Belém e nos interiores do Pará. É um prazer e um orgulho ter este homem tão perto de nós. 
Obviamente que eu irei prestigiar seu evento. E espero encontrar todos vocês por lá, claro.


Bom, meus amigos, já temos altas aventuras agendadas durante dois meses na cidade. Vocês anotaram?? Cadê o planner?? 
Estou muito animada para esses bate-papos com os autores, para ter livros autografados, para ter fotinhos novas (um pouco superficial mesmo) e, claro, a oportunidade de socializar com outros leitores na cidade. 
É maravilhoso que Belém esteja nesses circuitos e nós, como leitores, precisamos comparecer para que esse circuito não pare. Então, queridos, nos vemos por aí! 

PS: Como supracitado acima, terão outros eventos literários na cidade, sim. Vários. Muitos. Fiquem de olho nos blogs parceiros para saber mais: Sooda blog e Pausa para um capítulo


terça-feira, agosto 15, 2017

Eu Li: Perigosa Atração - Maya Banks

Título:
Perigosa Atração
Autora:
Maya banks
Editora:
Harlequin
Ano:
2017
Série:
Slow Burn #4

Adicione ao Skoob

Depois de ajudar a colocar na cadeia o monstro que a aterrorizou na adolescência, Eliza Cummings mudou completamente de vida. Com um novo nome e uma missão, ela torna-se especialista em proteger pessoas. Mas nem mesmo seus dez anos de treinamento poderiam prepará-la para a notícia que acabou receber: seu pior pesadelo está de volta, em liberdade. Agora, para salvar a todos que ama, ela precisa enfrentá-lo. Sozinha. Porém, ela não contava que Wade Sterling fosse insistir em ajudá-la.

Já conhecia a autora de romances de época que eu sempre resenho para vocês, mas definitivamente eu não estava preparada para ler Maya Banks em uma história contemporânea... e ainda mais como esta. E apesar de este ser o quarto da série, não fique aflito pois você consegue ler sem prejuízo na leitura. Então vamos entender o que a autora quer?

Vocês já tentaram misturar uma história de mutantes com um suspense, thriller e hot? Esqueci de acrescentar que temos também violência e abuso psicoemocional. Pois é, nossa amiga Maya Banks conseguiu elaborar uma série de livros angustiantes que possuem todos esses fatores, e estes livros fazem parte de uma série que se chama Slow Burn. A proposta da trama me deixou tão inquieta e angustiada e por isso a isso a resenha do livro em questão vai ser logo de cara... sem preliminares... de forma bem crua, ok?

Neste livro conhecemos a politraumatizada e muito valente Eliza Cummings, uma mulher dona de seu próprio nariz, e que faz parte de uma equipe de elite sobre de segurança particular. A empresa em que ela trabalha é referência não só em força física, mais em força intelectual também, pois eles tem um excelente time de inteligência (vulgo: harkers) que traça todos os planos. Eliza é uma das mais eficazes agentes da equipe e braço direito do líder.

Ela não tem família ou referências biológicas que possa contar, por isso ela considera como família os membros de sua equipe e suas respectivas esposas sobrenaturais, sim por incrível que pareça ela conhece pessoas que podem ler mentes dentre outras coisas, e ele vem aprendendo a lidar com essa expansão de seus conhecimentos. Mas o que as pessoas da empresa não sabem é que a mulher forte que se chama Elisa Cummings nem sempre foi assim, ou nem mesmo teve este nome desde o nascimento.

Na verdade há muito tempo atrás Eliza denunciou seu antigo parceiro a polícia por crimes hediondos, e por isso ela teve que entrar (acredito eu) no programa de proteção a testemunha para ir para bem longe da cidade em que vivia, e para bem longe desse ser que conseguia transformar ela em uma pessoa que não gostaria de voltar a ser. Mas em uma bela manhã Eliza recebe uma ligação de seu antigo advogado desse caso, informando que o monstro que ela colocou na cadeia conseguiu derrubar o caso e vai ser solto em alguns dias.

Eliza inicialmente se vê apavorada pois sabe que ele vem trás dela pelo que ela fez a ele. E a culpa de ter sido aquela mulher idiota recai sobre ela, desta forma ela começa a arquitetar um plano para voltar a sua cidade anterior e resolver o problema do jeito dela, mesmo que isso leve ela para a cadeia. Pois só de pensar que o mundo vai estar livre de um monstro como ele, ela aceita ir para a cadeia de livre vontade.

Mas para que Eliza consiga executar o seu plano, ela tem que driblar todas as pessoas que ela aprendeu a amar e chamar de família, isso inclui sua melhor amiga que tem a brilhante capacidade de ler a mente das pessoas. Seu plano se torna ainda mais complicado quando o melhor amigo homem de sua melhor amiga começa a perseguir ela por achar que algo está estranho, e para piorar Eliza não suporta ele, mas seu corpo não respeita sua mente e vive tendo reações indesejadas perto dele.

Wade Sterling não é qualquer homem, ou muito menos um homem comum! Ele é rico, com conexões poderosas, e com um carisma irresistível para mulheres. Isso tudo só não parece atingir a mulher que ocupa seus pensamentos mais frequentes e seus banhos frios... se é que deu para me entender! Ele começa a desconfiar de Eliza devido a certos comportamentos, e não é que ele descobre o que ela pretende fazer.

Mas nada poderia prepara-lo para quando ele descobriu o passado de Eliza e para os sentimentos que começaram a aflorar nele sobre ela de verdade. Wade é um personagem muito cativante e carismático, ele totalmente rouba a cena e ele acha uma forma muito particular de mostrar a Eliza o que sente.

O livro tem um plot twists tensos, mas o livro chama a atenção com uma proposta nova de encarar uma história tensa. E vamos conhecer um vilão odiável e repugnante que possui um poder que deixa a todos sem segurança. Mas como Eliza e Wade podem ganhar em uma luta contra alguém que possui o poder dele? Claro que você só vai descobrir isso lendo o livro, né não?

Fica a dica e até o próximo post!


quinta-feira, agosto 10, 2017

Eu Li: Boa Noite - Pam Gonçalves


Título:
Boa Noite
Autora:
Pam Gonçalves
Editora:
Galera Record
Ano:
2016
Adicione ao Skoob

Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

Pam Gonçalves é uma youtuber famosa para quem gosta de livros, como eu. Atualmente, ela tem dividido seu tempo em fazer vídeos na internet e escrever. Seu primeiro livro foi uma coletânea de contos intitulado “O amor nos tempos do like”, publicado também pela Galera Record em 2016, que escreveu em parceira com outros autores.
No entanto, foi com seu stand alone “Boa noite” que eu a conheci como autora e, confesso, já virei fã. O livro vai retratar, dentre outros, um assunto delicado, porém necessário: abuso sexual nas faculdades. Quem lê ou assiste as notícias sabe muito bem que o tema, infelizmente, não é ficcional.

Alina é uma jovem que acabou o ensino médio e está partindo para outra cidade para fazer faculdade. Seu curso é Engenharia da Computação e, de novo, a autora foi muito realista ao retratar as dificuldades que uma mulher corre o risco de passar em cursos predominantemente masculinos. Em sua turma há apenas 5 mulheres e muito preconceito de gênero. 
No entanto, seus amigos de república são legais e adoram uma farra. Alina, que nunca foi de sair em casa, se vê arrastada por Manu, Talita, Bernardo e Gustavo para algumas festinhas pelo campus. 
É nessa nova fase de descobertas que Alina vai deixar de ser apenas uma garota nerd do ensino médio para realmente fazer a diferença em sua comunidade estudantil. 

Em um primeiro momento, ela se envolve com Artur. Um cara bonito, legal, bom de papo... quase perfeito caso ele soubesse ouvir “não”. Alina fica profundamente decepcionada (quem nunca se encantou por um embuste que atire a primeira pedra!), principalmente quando algumas listas bem depreciadoras e imbecis para as garotas da universidade circulam pelas redes sociais do campus. 
As coisas ficam mais sérias quando algumas garotas começam a acordar em lugares desertos sem se lembrar da noite anterior; algumas sem calcinha.

A angustia de Alina é muito bem retratada e passa diretamente para nós, leitores. O seu desejo de ajudar, de dar na cara dos embustes e de fazer algo que mude aquela realidade é totalmente compreensiva. Então, juntamente com suas amigas de turma, Alina irá desenvolver um projeto maravilhoso que poderá transformar profundamente o ambiente de seu campus.

"Boa noite" é um livro curto com uma narrativa fácil, o que faz que terminemos rápido demais. Os personagens são adoráveis e apaixonantes. Alina cresce com seus erros e acertos e é uma protagonista completamente diferente ao final do livro. Manu, em um primeiro momento, me enganou. Achei que ela seria o alivio cômico, no entanto, ela se mostrou uma personagem profunda e cheia de histórias para contar. Talita e Bernardo, que são namorados na história, também trazem um quentinho para o coração. Para o Gustavo vou deixar apenas meus suspiros e um grande: QUERO. 

Preciso parabenizar Pam Gonçalves por tratar de assuntos sérios e extremamente relevantes de uma forma acessível para seu público leitor. É um livro para uma ampla faixa etária que traz reflexões necessárias para a nossa sociedade no geral. Retrata misoginia, preconceito, violências mas também trata de feminismo, empoderamento e amizades verdadeiras.
O livro me tocou profundamente de várias formas e tenho certeza que irá contribuir muito para as perspectivas de muitos leitores ao redor do Brasil.

Recentemente, a autora anunciou um novo lançamento. O livro se chama "Uma história de verão" e também vai falar sobre juventude, faculdade e novas experiências. Já estou animadíssima para conhecer Analu e, portanto, terá mais Pam Gonçalves em breve para vocês no blog!
Por nada.


Leiam ♥

quarta-feira, agosto 09, 2017

Eu Li: Cartas para uma falsa dama - Carol Townend

Título:
Cartas para uma falsa dama
Autora:
Carol Townend
Editora:
Harlequin
Ano:
2017

Adicione Ao Skoob

Ainda recém-casado, o conde Tristan deixou sua esposa para defender o ducado da Bretanha. Dois anos se passaram desde a última vez que Francesca vira o belo rosto do marido. Durante todo esse tempo, ela escreveu incessantemente para Tristan, mas não recebeu resposta. Nem mesmo após descobrir que não era a filha verdadeira do conde Myrrdin. Aflita, ela esperava receber o pedido de anulação do casamento a qualquer momento. Porém, quando Tristan retorna, Francesca percebe que não é a única assombrada por segredos do passado.

Oi gente... vamos de descobertas no universo dos romances de época?

Então, recentemente recebi a oportunidade de participar do time de mailing da Harlequin, e a editora chegou ´´chegando`` assim digamos... pois não satisfeita em lançar vários romances de banca maravilhosos, ela embarcou em uma campanha chamada ´´Elas dão as cartas`` onde a editora lançou nada mais, nada menos que três livros simultâneos. 

Os livros são: ´´Perigosa Atração - Maya Banks``; ´´Jogo de sedução - Nora Roberts`` e o livro da resenha de hoje: ´´Cartas para uma falsa dama``.

O livro de hoje, devo admitir, que foi uma surpresa impactante... pensei que já havia vivenciado todos os tipos de plots twists da literatura dentro dos romances de época, mas aí eu conheci, graças a Harlequin, a autora Carol Townend... essa senhora simpática e com um sorriso muito fofo aí ao lado. Essa senhora está de parabéns no quesito: deixar o leitor frustradinho e logo em seguida agitado e em seguida por fim satisfeito. A leitura de ´´cartas para uma falsa dama`` é bem rápida e divertida, mas te deixa de queixo caído.

Mas...chega de enrolar e vamos aos fatos!

O livro conta a história de um recém casado casal! Ela se chama Francesca que um dia conheceu um jovem lorde por quem se apaixonou a primeira vista, e foi agraciada com a oportunidade de casar com ele, já que ela era uma Lady bem nascida e com um bom dote. E ele um Conde que precisa progredir na vida, e isso significa também casar e ter herdeiros. Quando Tristan conhece Francesca ele logo vê uma parceira ideal, alguém que pode ser perfeitamente uma Condessa para ele, de todas as formas necessárias.

E assim eles se casam, com um interesse moderado um no outro, até as núpcias do casal, onde eles de fato se conhecem e despertam além de sensações avassaladoras também instigam sentimentos desconcertantes para ambos. Só que logo após essas descobertas Tristan é chamado a cumprir seus deveres ligados a coroa e a câmara dos lordes em defesa de seu título e pela soberania do reinado. Então ele deixa a jovem noiva sozinha na mansão e parte sem tempo determinado de retorno.

Enquanto Tristan está cumprindo suas missões, Francesca é deixada na enorme mansão, e ela acaba descobrindo notícias que podem colocar seu casamento tão desejado em perigo. Ela descobre que na verdade não é a filha do nobre que a criará, e que não faz ideia de quem seja sua real família. Ela suspeita que quando Tristan descobrir isso ele vai pedir o divórcio, afinal ela não passa de uma farsa.

E o tempo passa sem nenhuma notícia de Tristan... e o tempo passa mesmo, porque ele passa anos afastado de sua casa, apesar disto Franscesca sempre manda inúmeras cartas para ele, e a resposta sempre é a mesma...nenhuma carta de retorno. Um certo dia Francesca decide mandar uma última carta para seu Tristan dizendo que no decorrer dos anos ele não mandou nenhuma carta resposta e que ela ia considerar o silêncio dele resposta suficiente para ir embora. E na última noite de Francesca na mansão como Condessa, sua dama de companhia espevitada e assanhada consegue convencer ela a ir ao festival da aldeia onde todos estão mascarados.

O que nós todos (Francesca e leitores) não esperávamos é que justamente nessa noite o Tristan fosse chegar em casa procurando urgentemente por ela. Até parece que a Lei de Murphy estava no pé de Francesca... E quando ele descobre onde ela está, parte em seguida atrás dela. E não é que ele encontra ela nos braços de outro? Essa cena faz com que Tristan comece a suspeitar de Francesca... e se depois de tantos anos separados ela não continua mais sendo aquela mulher doce e apaixonante com quem ele se casou? E se ela mudou drasticamente?

Tristan e Francesca meio que começam a se estranhar, ela porque mandou muitas cartas e não teve nenhuma resposta, e ainda por cima ela não é a Lady que ele achava que ela era. E ele porque não recebeu nenhuma resposta as cartas dele para ela...isso mesmo você leu muito bem... é aí que a treta começa a ficar mais interessante porque descobrimos que ele também escreveu para ela.

Depois que Tristan resgata Francesca das garras de um lorde com péssimas intenções,  descobrimos que na realidade ele foi atrás de Francesca com um proposito bem urgente, ele precisa levar ela até o pai dela de criação pois ele está morrendo e chama muito por ela, em segundo plano ele pretende desfazer seu casamento com ela tendo em vista que ela não esboçou nenhum interesse por ele nesses 7 anos que passaram separados, nenhuma letra ele recebeu dela, desta forma ele compreende que ela perdeu o interesse nele.

Gente, essa história das cartas não é nada comparado com todos os segredos que eles vão descobrir um do outro, e quando você descobre o que aconteceu com as cartas... vai ficar muito possesso da vida...como eu fiquei... por isso que comecei dizendo que essa autora é uma louca por reviravoltas. Ela sabe mesmo como criar um plot twist dentro do outro, teve uma hora na leitura do livro que até eu fiquei com pena deles.

Viu só... como o livro é uma ótima pedida para aquelas pessoas que querem tentar um romance de época mas não querem mergulhar em uma série longa de livros, até porque esse livro fecha a história direitinho. Também é uma boa pedida para aqueles bookaholics que estão curtindo uma ressaca literária das piores e precisão de uma ajudinha extra para se recuperar!

Espero que vocês tenham gostado da resenha e que ela tenha despertado a curiosidade de vocês para saber o que mais acontece com Tristan e Francesca! 

Beijos e fica a dica!


segunda-feira, agosto 07, 2017

Eu Li: O mais desejados dos Highlanders - Maya Banks

Título:
O mais desejados dos Highlanders
Autora:
Maya Banks
Editora:
Universo dos Livros
Série:
Montgomery E Armstrong #2
Ano:
2016

Adicione ao Skoob

Genevieve McInnis está presa no castelo McHugh, no cativeiro de um líder cruel que tem grande prazer em mantê-la distante de qualquer outro homem. Mas, quando Bowen Montgomery invade os portões em uma missão de guerra, Genevieve redescobre a vontade de viver. A sensualidade robusta de Bowen atiça nela uma sensação profunda que anseia por ser prolongada mediante carícias pacientes e gentis. Algo quente, louco e tentador. Bowen toma conta do castelo de seu inimigo, despreparado para a misteriosa e reclusa mulher que captura seu coração. Ele está encantado com sua determinação feroz, sua beleza incomum e sua força silenciosa e infalível. Contudo, para cortejá-la, será necessário mais do que a habilidade de um sedutor experiente. Ele descobre que amar Genevieve significa devolver a liberdade que lhe foi roubada, mesmo isso que signifique perdê-la para sempre.

Olá Mr. Highlanders lindo de kilt.... rsrsrs... brincadeirinha (ou não, vai que, né?)!

Já deu para entrar no clima da resenha de hoje? Não, então reserve seu melhor kilt para a batalha porque esse livro é cheio de tiro, porrada e bomba! Já temos resenha da autora Maya Banks aqui no blog, e se você não conhece o trabalho dela, sugiro que comece por essa série, eu não conhecia a autora e passei a adorar a forma como ela escreve romances de época. São livros grandes? São, sim... mas se a leitura te cativa... e isso se torna uma característica ótima no livro. 

Anne, dá para ler fora de ordem? Dá, sem um prejuízo monstruoso para a leitura, mas tem detalhes da história que você vai querer ter lido o primeiro livro antes para pegar as deixas colocadas no segundo livro. Então, por favorzinho, leia o primeiro livro...vai...te digo que não vai se arrepender o Graeme é um ´´viking´` muito amorzinho!`Até porque você precisa conhecer inicialmente o Bowen no primeiro livro para saber como ele é antes dele conhecer a Genevive...

Então vamos logo a resenha, e deixar de enrolar... Neste segundo livro vamos conhecer a misteriosa mulher encoberta por um capuz que ajudou o clã Montgomery e o Armstrong a descobrir onde o clã McHugh escondia Eveline, a esposa de Graeme Montgomery e filha do chefe do clã Armstrong. No primeiro livro Eveline tinha sido sequestrada pelo sádico Ian McHugh por ter se recusado a casar com ele, e por ter casado com Graeme. E graças a mulher de capuz, Eveline conseguiu sair ilesa de seu cativeiro.

Acontece que o início da história dessa mulher do capuz, não é muito diferente da de Eveline. Na verdade Genevive McInnis também é filha do chefe do clã mais poderoso das terras altas. Um clã que tem as boas graças do próprio rei. E certo dia, quando Genevive estava indo encontrar com seu noivo, Ian McHugh fez uma emboscada e sequestrou ela. E a família dela a deu como morta. Ela mesma preferia estar morta do que ter sido animalizada por Ian, ela acabou sendo o principal brinquedo de Ian. Tudo o que você pode estar pensando de mais horrendo ele fez com ela. E diferente de Eveline, ninguém foi ao resgate de Genevive.

Temos nesse contexto inicial do livro o castelo McHugh já tomado pelos Clãs de Graeme e da família de Eveline, só que Graeme tem que tomar conta dela, então designa seus irmãos e os irmãos dela para colocarem ´´ordem na casa`` assim digamos. Porque o Ian teve o final que merecia e o pai dele, um chefe de clã fraco, fugiu levando tudo de melhor e deixando o clã na pobreza e sem defesas e um castelo abandonado.

Quando os ditos irmãos vão em marcha para as portas da fortaleza McHugh para reivindicar o castelo, eles se deparam com um garotinho, e logo em seguida com a dita mulher do capuz. E é nesse momento que o nosso mocinho de kilt se coloca a frente da história de fato, pois Bowen, irmão do meio de Graeme, jamais imaginou encontrar uma mulher tão linda, Genevive. Ela é tudo o que ele espera em uma mulher, além de linda, ela é uma guerreira nata, mesmo quando ela acha que é material estragado, e que jamais chamaria a tenção de qualquer homem direito, depois do que Ian fez com o rosto dela.

Em ´´O mais desejado dos Highlanders`` Bowen e Genevive estão aprendendo a lidar com o poder e o passado, e tentando ver o que eles podem gerar para o futuro. Pois Genevive acha que um homem tão lindo como ele só pode ver nela um conforto e calor para suas noites enquanto ele estiver no castelo McHugh. Mesmo quando Bowen demostra a todo custo que ele quer mais que isso, ele quer ela toda, mesmo que ela esteja em pedaços. E ele está disposto a enfrentar quem for... mesmo que ele sozinho tenha que enfrentar o clã dela. E está disposto a fazer o que for para a felicidade dela, até mesmo abrir mão do seu amor.

O título do livro é esse porque o Bowen é considerado o Highlander mais desejado pelas mulheres em seu clã, ele nunca teve problemas para encontrar uma companhia feminina para suas noites solitárias, quando ele as queria em seu leito. Só que o ´´O mais desejado`` vai ter um trabalhinho árduo em tentar convencer a linda Genevive que a beleza dela é mais do que o seu rosto e corpo.

O livro tem uns plot twists muito canalhas... e eles são ótimos...kkkk... eu gostei muito da Genevive, e um dos pontos que me chamou a atenção e me deixou querendo logo outro livro, são os personagens secundários que roubaram a cena. É claro que temos as cenas hots e tudo, mas realmente o que chamou mais a minha atenção foi o desabrochar de Genevive, e quando ela foi embora do castelo McHugh eu comemorei muito porque mesmo o clã estando devastado eles tinham força o suficiente para machucar ela. 

Já pensou um clã todo contra ela? Por que eles entendiam que ela era a prostituta de Ian. Arghhhh que ódio eu senti muitas vezes do pessoal desse clã... ficava dizendo para a personagem que ela tinha era que ir embora e deixar eles as baratas. Não tinha nada lá para ela! Só amargura e injustiças...mas aí o Bowen chegou e ganhou meu coração e a confiança de Genevive... Maya e Universo dos livros...por favorzinho, não me façam sofrer tanto e publiquem logo os demais livros da série, sim? Agradecida!

Espero que vocês tenham gostado da resenha, e espero vocês no próximo post do blog!

Beijos e fica a dica.


quarta-feira, agosto 02, 2017

Eu Li: Mil Pedaços de Você - Claudia Gray



Título:
Mil pedaços de você
Autora:
Claudia Gray
Editora:
Agir Now
Ano:
2015

Adicione ao Skoob 

Marguerite Caine cresceu cercada por teorias científicas revolucionárias graças aos pais, dois físicos brilhantes. Mas nada chega aos pés da mais recente invenção de sua mãe — um aparelho chamado Firebird, que permite que as pessoas alcancem dimensões paralelas.
Quando o pai de Marguerite é assassinado, todas as evidências apontam para a mesma pessoa: Paul, o brilhante e enigmático pupilo dos professores. Antes de ser preso, ele escapa para outra realidade, fechando o ciclo do que parece ser o crime perfeito. Paul, no entanto, não considerou um fator fundamental: Marguerite. A filha do renomado cientista Henry Caine não sabe se é capaz de matar, mas, para vingar a morte de seu pai, está disposta a descobrir.
Com a ajuda de outro estudante de física, a garota persegue o suspeito por várias dimensões. Em cada novo mundo, Marguerite encontra outra versão de Paul e, a cada novo encontro, suas certezas sobre a culpa dele diminuem. Será que as mesmas dúvidas entre eles estão destinadas a surgirem, de novo e de novo, em todas as vidas dos dois?
Em meio a tantas existências drasticamente diferentes — uma grã-duquesa na Rússia czarista, uma órfã baladeira numa Londres futurista, uma refugiada em uma estação no meio do oceano —, Marguerite se questiona: entre todas as infinitas possibilidades do universo, o amor pode ser aquilo que perdura?


Depois de muito tempo, eis aqui uma resenha minha para vocês! O livro escolhido para o meu comeback (kpoper feelings) é esse YA da Claudia Gray, primeiro volume de uma trilogia chamada Firebird.

Algumas explicações básicas primeiro. Nessa trilogia trabalha-se com o conceito de que existem diversas dimensões, formadas a partir de cada mínima escolha feita por nós, ou seja, se eu escolhi usar verde ao invés de azul em determinado dia haverá uma dimensão em que eu escolhi vestir azul e a partir de então meu futuro nela pode ser diferente do meu futuro aqui. Imaginem a quantidade de dimensões que podem existir? Parece complicado, mas não é não. Nesse ambiente criado pela autora, Firebird é um aparelho que permite que a alma de uma pessoa viaje pelas diversas dimensões existentes, desde que essa pessoa esteja viva nessa outra dimensão, pois a alma passa a habitar o corpo do seu "eu" da dimensão de destino.

Marguerite é filha de dois cientistas famosos que passaram a vida toda tentando provar a existência dos multiversos, até o ponto em que conseguiram construir o Firebird. Porém todo esse conhecimento levou a um fim trágico, com o pai dela sendo assassinado e a suspeita recaindo sobre um dos assistentes dele, Paul Markov, que ainda apagou todas os dados das pesquisas e roubou o Firebird, utilizando-do para fugir para outra dimensão.

Em sua busca por vingança, Marguerite se une a  Theo, o outro assistente de pesquisa de seus pais, na busca por Paul através das outras dimensões, passando a habitar e conhecer outras "Marguerites" diferentes dela, mas não totalmente; conhecendo dimensões que vão da Londres futurista até a Rússia ainda governada pelos Romanov. A evolução dos personagens é bem clara ao longo da trama, que tem um ritmo bem rápido e não deixa você ter um minuto de paz entre os  momentos de dúvida, as grandes descobertas e a reviravolta do final.

O que eu mais gostei do livro todo é o fato da autora ter criado um ambiente que poderia ser complicado de entender, mas que fica muito compreensível pelo modo como ela apresenta as informações, com alguns flashbacks bem posicionados, detalhes abordados aos poucos, fazendo com que o leitor primeira entenda o básico da teoria para depois ir familiarizando-o com os outros detalhes. A autora não se estendeu na teoria por trás da ambientação do livro mais do que o necessário para nos fazer entender o que ela propôs.

Eu não consegui separar um quote sequer porque fiquei imensamente envolvida com toda a história, ansiando por saber como a próxima dimensão visitada seria e por entender qual a culpa de Paul, se é que havia alguma. Não fiz intervalos durante e leitura, e olha que eu inventei de começar o livro as 23h! Eu terminei as 04h e só não corri para ler o segundo livro em seguida porque sabia que não ia durar muito tempo acordada.

Mil pedaços sobre você não é um livro para aficionados por ficção científica que adoram saber detalhes sobre as teorias e etc. É um livro YA que usa a ficção científica como plano de fundo para o crescimento e auto-conhecimento dos personagens, com um romance jovem e que deixa um gostinho de quero mais, e com uma trama ágil que ainda vai dar muito o que falar nos próximos livros. Estou muito ansiosa pelas continuações!


terça-feira, agosto 01, 2017

Eu Li: Ídolo - Katy Evans

Título:
Ídolo
Autora:
Katy Evans
Editora:
Novo Século
Ano:
2016
Série:
Real #5

Adicione ao Skoob

Pandora Stone nunca conseguiu se recuperar depois que Mackenna Jones sumiu de sua vida e destruiu seu coração. Mas encontra uma chance de se vingar do ex, hoje lendário vocalista de uma banda de rock. Haverá um grande show em Seattle. E ela tem que estar lá. Junto da amiga Melanie, pretende provocar a maior humilhação na carreira de Kenna em pleno palco. Apanhadas pelos seguranças, uma inesperada reviravolta ocorre: Pandora é convidada a participar das gravações de um filme sobre a banda, pois sua história mal-resolvida com a estrela do rock promete trazer a emoção que faltava ao longa. A garota aproveita a oportunidade para arquitetar uma nova vingança. Mas não esperava que seu ódio por Kenna pudesse vacilar. Ele ainda a fascina, a provoca, bagunça seu coração. Sua presença sempre a incendeia, traz de volta memórias maravilhosas que ela adoraria enterrar para sempre, pois machucam demais. E pior: ele sabe disso também. Mas o ídolo não revelou todos os seus segredos...
Oi gente... vamos de Katy Evans hoje?

Para quem ainda não conhece nada do trabalho da autora em questão, fique sabendo que o livro Ídolo é parte de uma série chamada Real. Na sequência os livros da série são: Real, Meu, Remy (sendo que os três primeiros livros contam a história de Remy e Brooke) em seguida temos Devasso (que conta a história do Greyson e da Melanie) que é o meu livro favorito da série. E agora temos o livro Ídolo que vai contar a história da Pandora com o Mackenna. Sabe o que liga os livros entre eles? Brooke, Melanie e Pandora são super amigas e dentro das diferenças delas elas se conhecem muito bem. Brooke é toda certinha e fitness. Melanie é toda vintage e não pode sair de casa sem pelo menos usar 3 cores diferentes em seu look. E agora vocês vão poder conhecer a Gótica nada suave Pandora Stone.

Até aqui nós tivemos 4 livro para conhecer por alto a Pandora, e criar mil teorias para tentar entender porque ela é tão acida, com os homens em geral. Mas antes de nós entrarmos no mérito da acides dela, preciso que vocês entendam um pouco dela. Pandora Stone foi criada por uma mãe muito amarga com o desenrolar de seu casamento. E podemos dizer que ela acabou meio que descontando um pouco na filha. E como forma de se defender Pandora criou um muro enorme e espeço ao seu redor desde cedo. No ensino médio a Pandora era conhecida por ser a gótica esquisita da escola e sofrer bulling, dos quais ela se virava bem e nem ligava mais tanto assim. 

Até o dia em que o deus Grego da escola começou a notar ela. Só que desafiando a lógica dos Young Adults o bendito deus não era o capitão do time de futebol americano do colégio, e sim o rockeiro mais sexy do colégio. E depois de muito insistir ele conseguiu ultrapassar o muro da caixa de Pandora. Só que vocês lembram da mãe vaca da Pandora, pois é...não posso dizer o que aconteceu de fato porque é um puta spoiler...só posso dizer que eles precisaram se separar de uma forma muito cruel.

E se já era difícil para a jovem Pandora confiar nas pessoas, principalmente nos homens imaginem como ela se tornou adulta? Pois é... só que o Mackenna acabou voltando indiretamente para a vida da Pandora pois ele se tornou um mega músico... e o sucesso dele se deu por uma música chamada ´´Pandora Kisses``

´´Those harlot´s lips. To taste and torment me. Those little tricks. That tease and torture me, Ooooooooh, oh, oh, Oh. I shouldn´t have opened you up, pandora. Ooooooooh, oh, oh, Oh. you should´ve remained in my closet, pandora. A secret I will forever deny. A love that would one day die. Ooooooooh, oh, oh, Oh. I should´venever kisses... those harlot´s lips...Pandora``
Pois é né... com uma letra assim a Pandora não poderia deixar passar a oportunidade de ir no show da banda dele e fazer justiça. E foi assim que ela se meteu na maior das encrencas que ela poderia ter se metido. E também foi assim que ela acabou sendo obrigada a participar da gravação de um documentário sobre a banda... só que para isso ela tem que viajar em turnê com o Mackenna. 

E ela meio que vai aproveitar que está ganhando dinheiro e vai unir o útil ao agradável. Vai ganhar dinheiro para atazanar a vida do Mackenna. Só que tem uns detalhes que a Pandora insiste em ignorar, como por exemplo o fato de Mackenna estar ainda mais sexy do que no ensino médio, pois agora ele é todo trabalhado nos músculos. E o fato de que ele ainda é louco ensandecidamente por ela.

Você, meu caro leitor, deve estar pensando que deve ser mais um daqueles romances fofinhos e envolventes. Só que não! Para que esses dois teimosos fiquem juntos eles vão ter que revirar o passado de cabeça para baixo. E Mackenna se no passado conseguiu entrar na caixa de Pandora e gostou do que descobriu, agora já adultos talvez ele possa sofrer muito descobrindo o que ela faz no passado sem consultar ele.

O livro termina de uma forma muito tocante e feliz e triste. Particularmente esse é o meu segundo livro favorito da série, logo atrás de Devasso.  A forma dura como a Pandora teve que viver mexeu bastante comigo, e tenho muito carinho pela personagem. 

O livro tem cenas hots de derubar qualquer roupa de baixo... e a afinidade musical da Pandora com o Mack é linda... quem gosta de rock e punk rock vai adorar as referências. E se eu ainda assim não consegui convencer você a dar uma chance para a Pandora com o Mack, espero conseguir te convencer com a playlist que montei baseada na lista de músicas do livro indicada pela própria autora que vou deixar aqui em baixo!

Espero que vocês tenham gostado do post... até o próximo!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo